Ceasa-RJ tem oferta quase normal de alimentos, mas preço ainda é alto

A oferta de alimentos nas Centrais de Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro (Ceasa-RJ) está quase normalizada, mas os preços de alguns produtos estão acima da média de antes da greve dos caminhoneiros. A afirmação foi feita pelo presidente da Associação dos Comerciantes da Ceasa de Irajá e São Gonçalo, Waldir Lemos.

Entrega de produtos alimentícios começa a se normalizar na Ceasa de Irajá  (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Segundo Lemos, já é possível encontrar todos os produtos nas duas principais centrais de abastecimento do Grande Rio, mas o volume de cada tipo de alimento ainda não está normal. Por isso, alguns preços estão inflacionados, como o saco de 50 quilos de batata-inglesa, cujo custo normalmente gira em torno de R$ 60, está saiindo hoje (31) por R$ 150, informou Lemos.

Mesmo assim, o preço é mais baixo do que o registrado no auge da mobilização dos caminhoneiros, que superou os R$ 300 por saco de 50 quilos de batata. Em outros produtos, como banana e cenoura, a inflação é bem menor, em torno de R$ 10 acima do preço normal.

Lemos disse que a tendência amanhã é melhorar mais ainda e recomendou: "Não compre nada em excesso, só porque não tinha o produto e agora apareceu. Compre apenas o necessário para o fim de semana, porque semana que vem a tendência é já voltar tudo ao normal em questão de preço."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos