Topo

Governo desonerou mais impostos do que podia, afirma Mercadante

Em Brasília

2015-03-19T16:45:00

19/03/2015 16h45

O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, defendeu os ajustes fiscais propostos pela equipe econômica do governo. Nesta quinta-feira (19), devem começar a ser debatidas no Congresso as medidas provisórias que tratam de mudanças trabalhistas e previdenciárias, além da que trata da tabela para reajuste do Imposto de Renda. "Desoneramos demais os impostos, além do que podíamos", disse. "Vamos ter que fazer uma reorganização das contas públicas."

Mercadante também comentou a desvalorização do real em relação ao dólar. "A desvalorização do real aumenta a competitividade e a atração de investimentos externos", disse. "Ajuda a agricultura, com a queda no preço das commodities".

Para o ministro, a movimentação também teve impacto na balança comercial. "Retomamos nossos superávits comerciais", disse. Ele afirmou ainda que a decisão do Federal Reserve, o banco central americano, que sinalizou que levará mais tempo para promover um aumento dos juros, ajuda a dar "uma certa tranquilidade ao mercado cambial internacional". "O importante é um câmbio competitivo e estável", disse o ministro.

Mais Notícias