Sessão da CPI do Carf que poderia convocar filho de Lula é adiada

Brasília - O presidente da CPI do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) da Câmara dos Deputados, Pedro Fernandes (PTB-MA), decidiu adiar a sessão deliberativa desta quinta-feira, 28, para a próxima terça, 3. A justificativa é a sessão no plenário da Casa de quarta-feira, 27, que durou até a madrugada e poderia comprometer o quórum para as votações. Entre os requerimentos a serem votados estava a convocação do filho do ex-presidente Lula, Luis Claudio Lula da Silva, o Lulinha, proprietário da LFT Marketing Esportivo.

Em março, a CPI tirou da pauta seis pedidos de convocação de Luis Cláudio por avaliar que não haviam provas suficientes contra ele. Fernandes disse que pediria mais informações à Procuradoria-geral da República (PGR). Na pauta de hoje, haviam oito solicitações de deputados que pediam para que o empresário fosse ouvido na comissão. A Operação Zelotes indica que a LFT Marketing Esportivo recebeu pagamentos de R$ 2,5 milhões da Consultoria Marcondes e Mautoni Empreendimentos (M&M). Os sócios da M&M foram convocados na última terça-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos