Ex-ministro Miguel Rossetto é exonerado do Conselho de Administração do BNDES

De Brasília

O governo federal exonerou o ex-ministro Miguel Rossetto da função de membro do Conselho de Administração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A exoneração está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 17, cinco meses depois da saída de Rossetto do extinto Ministério do Trabalho e Previdência Social.

Rossetto foi exonerado do cargo de ministro pela então presidente Dilma Rousseff, junto com outros ministros da petista, em 11 de maio, um dia antes de o Senado Federal decidir pelo afastamento temporário da presidente, por até 180 dias, no processo de impeachment.

A exoneração de Rossetto do cargo de conselheiro do BNDES é assinada pelo presidente da República em exercício, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos