Temer diz a empresários que instituições no Brasil não são "muito sólidas"

Brasília - Em meio a uma das piores crises de seu governo, após a queda do sexto ministro em seis meses, o presidente Michel Temer disse na noite desta segunda-feira que as instituições brasileiras não são sólidas. "De vez em quando há uma certa instabilidade institucional, um fato ou outro. E como nós não temos instituições muito sólidas, qualquer fatozinho, me permita a expressão, ela abala as instituições e o investidor fica um pouco assustado", disse a uma plateia de empresários, durante um seminário em Brasília.

Temer não citou diretamente a demissão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, mas afirmou que as instabilidades têm fim e não podem ser levadas tão a sério. "Essas instabilidades são passageiras e não podem ser levadas a sério porque levado a sério tem que ser o país", reforçou.

Na semana passada, após o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero acusar o presidente Temer de tê-lo enquadrado em favor do então ministro da Secretaria de Governo para tentar resolver impasse na liberação de um empreendimento em Salvador, onde Geddel comprou apartamento, o ministro baiano acabou perdendo o cargo e trazendo a crise "para dentro do Planalto". (Carla Araújo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos