Doria diz que pacote de privatizações sai neste ano

  • Marivaldo Oliveira/Código 19/Estadão Conteúdo

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta terça-feira (14), em Dubai, que todos os programas de privatização e concessão serão colocados em prática ainda neste ano, com reflexos positivos para a cidade em 2018 e 2019.

O tucano considera possível avançar com o plano porque tem maioria na Câmara Municipal, boa relação com o Tribunal de Contas do Município e perspectivas de obter financiamento externo. "Estamos confiantes neste sentido. O cenário econômico também é bastante favorável hoje, com o Brasil recuperando sua confiança e estabilidade política", disse.

Nesta terça, Doria visitou representantes de mais um fundo de investimento árabe e também da Câmara de Comércio de Dubai. Nos últimos dois dias, o prefeito cumpriu oito agendas oficiais em Dubai e Abu Dabi para apresentar seu pacote de desestatização, que inclui 55 ativos municipais. O prefeito espera captar cerca de R$ 7 bilhões.

Os principais são os complexos de Interlagos e do Anhembi e o Estádio do Pacaembu, que, segundo a comitiva municipal, despertou interesse até do governo do Kuwait.

Na lista de itens que Doria pretende repassar à iniciativa privada estão também prédios públicos localizados no centro da capital e hoje sem utilização. Eles serão ofertados a investidores especializados em desenvolvimento imobiliário. Se negociados, os recursos obtidos deverão ser aplicados em projetos de educação, saúde e infraestrutura urbana, que recebeu destaque nesta terça.

O tucano relançou nos Emirados Árabes Unidos a proposta de Parceria Público-Privada (PPP) da Iluminação, que visa a troca de todos os pontos de luz da cidade por luminárias LED, e foi idealizada pelo ex-prefeito Fernando Haddad (PT).

A comitiva municipal embarca nesta quarta (15) para Doha, no Catar, onde Doria seguirá o mesmo roteiro.

A iniciativa da Prefeitura deverá ser seguida por outros Estados, municípios e pelo próprio governo federal, acredita o tucano. "São Paulo é líder no País. Na medida em que estamos fazendo um esforço de apresentar o Brasil e, especificamente, São Paulo, damos um sinal muito positivo de que o País está aberto novamente aos programas de privatizações. Depois de 13 anos de governos do PT, isso é muito importante."

Empréstimo

Doria disse também que pretende pedir empréstimo ao Banco Mundial para realizar obras de habitação e saneamento em São Paulo. Ele e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) devem viajar a Nova York e Washington em maio deste ano. O objetivo é obter financiamento para ampliar a rede da Sabesp na capital e também para intensificar as ações do programa Córrego Limpo.

Em sua primeira viagem internacional, o prefeito participou nesta terça do 5º ciclo do World Government Summit 2017, reunião de cúpula realizada em Dubai. Durante sessão fechada para prefeitos, o tucano falou de seu primeiro mês de governo, fez propaganda do programa Cidade Linda, de zeladoria urbana, e classificou São Paulo como uma cidade do mundo.

"Criamos o programa 'São Paulo Cidade Linda', que tem por objetivo a revitalização de áreas degradadas da cidade, retirada de faixas e cartazes, reparo de calçadas entre outros serviços. Tudo em parceria do setor público com o privado", afirmou.

Em seguida, afirmou que, em apenas 30 dias, fez parcerias com diversas empresas nos mais diferentes setores. "Somados os benefícios, já reduzimos o tempo de espera por exames médicos, valorizamos os monumentos da cidade e melhoramos a segurança nas suas principais vias."

O tucano ainda classificou São Paulo como uma cidade superlativa no que diz respeito às oportunidades oferecidas. Para Doria, a capital é uma cidade cosmopolita, um verdadeiro "melting pot" (fusão), que conta com a presença de muitas comunidades estrangeiras vivendo em um ambiente de paz e tolerância. E ressaltou que para prefeitos são os cidadãos e o seu bem-estar que merecem suas prioridades e suas preocupações.

* A reportagem viajou a convite do governo dos Emirados Árabes e da Emirates Airlines

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos