Aloysio Nunes discute com segurança do STF durante posse de Moraes

Andreza Matais e Vera Rosa

Brasília

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, se desentendeu com um segurança do Supremo Tribunal Federal (STF) na posse do ministro Alexandre de Moraes, nesta quarta-feira, 22, em Brasília.

Na versão do ministro, a confusão começou quando ele foi defender o colega Raul Jungmann (Defesa), que havia sido xingado por um segurança por ter desobedecido à ordem de não passar pelo cordão de isolamento que dava acesso à fila de cumprimentos.

"O Raul explicou que precisava sair do local porque tinha uma reunião, e o segurança queria impedir. Ele então levantou a corda e passou para o outro lado. O segurança chamou o Raul de mal-educado. Eu tomei as dores dele", contou Aloysio à Coluna do Estadão.

A partir daí, Aloysio e o segurança trocaram ofensas. O ministro pediu que o funcionário se identificasse, avisando que faria uma reclamação formal ao STF.

Segundo o chefe do Itamaraty, o segurança se recusou a dizer o nome completo. De tão irritado, Aloysio deixou o STF sem cumprimentar Alexandre de Moraes e foi embora de carona com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Padilha foi outro que se irritou na posse, mas com a demora do motorista em buscá-lo no fim do evento. "Vou atravessar a Praça dos Três Poderes a pé", ameaçou. Foi contido por Aloysio Nunes.

Desculpas

No fim do dia, a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, telefonou para Aloysio Nunes para pedir desculpas pelo ocorrido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos