Empresário é condenado por agressão a Luiza Brunet

São Paulo

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou nesta segunda-feira, 5, o empresário Lírio Parisotto a 1 ano de detenção em regime aberto, por agredir a modelo Luiza Brunet em maio de 2016.

A decisão é da juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcanti, da Vara Central de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. A Justiça também determinou que Parisotto deve ficar sob vigilância pelo prazo de dois anos, além de prestar serviço à comunidade por 12 meses.

O advogado de Luiza informou que a atriz está "feliz" com a decisão. Já a defesa do empresário informou que vai recorrer. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos