Indicação de Raquel Dodge para comando da PGR é formalizada no Diário Oficial

Luci Ribeiro

Brasília

O presidente Michel Temer formalizou no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 29, a indicação da subprocuradora Raquel Elias Ferreira Dodge para exercer o cargo de procuradora-geral da República, em substituição a Rodrigo Janot, que apresentou denúncia contra Temer nesta semana ao Supremo Tribunal Federal. O mandato de Janot termina em setembro.

O anúncio da indicação de Raquel foi feito ontem à noite pelo porta-voz de Temer, Alexandre Parola. A escolha foi feita no mesmo dia em que o presidente recebeu a lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). Com a decisão, Temer quebrou uma tradição que começou em 2003, e nomeou a segunda mais votada da lista (587 votos), que é opositora a Janot.

O primeiro colocado foi Nicolao Dino (621 votos), que é vice-procurador-geral eleitoral e foi responsável pela acusação no caso da chapa Dilma Rousseff-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dino também é irmão do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Para assumir o posto, Raquel Dodge será submetida a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e terá que ter o nome aprovado tanto na comissão quanto no plenário da Casa. Se for aprovada, ela assume o mandato por dois anos.

Conforme a Coluna do Estadão informou hoje, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), convidou o senador Roberto Rocha (PSB-MA) para ser o relator da indicação de Raquel Dodge. Ainda não há data para análise na comissão, mas a escolha do relator indica que o governo tem pressa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos