Jutahy Magalhães declara voto contra Temer, e só um do PSDB na CCJ deve apoiar presidente

Renan Truffi e Bernardo Gonzaga, especial para AE

Brasília

  • Ueslei Marcelino/Reuters

    Seis dos sete deputados do PSDB devem votar contra Temer na CCJ

    Seis dos sete deputados do PSDB devem votar contra Temer na CCJ

Integrante do PSDB na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara, o deputado federal Jutahy Magalhães (BA) decidiu na tarde desta terça-feira (11) declarar voto pela admissibilidade da denúncia contra Temer.

Com isso, o Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, apurou que a expectativa é de que o placar dos tucanos na comissão seja de 6 votos a 1 contra o Palácio do Planalto. Isso porque são sete os membros do PSDB na colegiado.

O único que deve ficar do lado de Temer e votar pelo não-prosseguimento do pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) é o deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), aliado do senador Aécio Neves (MG).

Até a divulgação do voto de Jutahy, as contas indicavam que o PSDB faria 5x2 contra Temer na CCJ. Em nota, o deputado declarou que sua posição se consolidou após a leitura do parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), que se manifestou a favor do prosseguimento da denúncia.

"Minha decisão se consolidou pela convicção de que o parecer do deputado Sérgio Zveiter está correto, tanto no juízo político, quanto na análise jurídica, como determina a nossa Constituição".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos