Direção do longa 'A Lei é para Todos' nega distribuição de 5 mil ingressos

Luiz Vassallo e Julia Affonso

São Paulo

A direção do filme "Polícia Federal, A Lei é para Todos" desmentiu nesta segunda-feira, 17, que vá distribuir 5 mil ingressos para a estreia do longa-metragem, marcada para o dia 7 de setembro. O filme mostra os bastidores da maior investigação já realizada pela PF no País, a Operação Lava Jato, que culminou com a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março de 2016, em São Paulo.

Em nota, a direção do longa destaca que "na manhã de hoje (segunda, 17), começou a circular em Brasília um informe anunciando a distribuição de 5 mil ingressos de cinema para o filme, em parceria com o Ministério Publico de Curitiba. A produção do filme comunica que não existe qualquer tipo de acordo com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal de Curitiba para a distribuição de convites das sessões do filme em nenhuma cidade do país", afirma o texto.

A direção de "A Lei é para Todos" destacou, ainda, que "o único objetivo do filme é contar os bastidores do trabalho da força-tarefa da Lava Jato e retratar a corrupção no Brasil". E finalizou afirmando que o filme "é apartidário".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos