Eleições 2018

Decisão de ficar no governo Temer foi referendada pela executiva do PSDB, diz Goldman

Pedro Venceslau

São Paulo

  • Bruno Poletti - 14.jun.2016/Folhapress

    O novo presidente interino do PSDB, Alberto Goldman, ex-governador de SP

    O novo presidente interino do PSDB, Alberto Goldman, ex-governador de SP

Em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo", o novo presidente interino do PSDB, Alberto Goldman, disse ser 'possível' a escolha de um nome alternativo a Tasso Jereissati e a Marconi Perillo para a presidência do PSDB.

A solução de unidade pode ser a escolha de um terceiro nome para presidir o PSDB? Três nomes despontam: o governador Geraldo Alckmin, o ex-presidente Fernando Henrique e o senador Antonio Anastasia.

Tudo é possível. O importante é, no mínimo, chegar a um diretório nacional comum. Dessa forma a disputa fica menos problemática e mais pacífica. É muito cedo para falar em nomes. Precisamos buscar a convergência. Esse é o meu papel.

Como deve ser a posição das bancadas? O PSDB deve fechar questão sobre mais temas?

A bancada é um instrumento do partido. Portanto, tem que seguir as posições do partido. É preciso haver um mínimo de coerência. Como não se discute tema nenhum, cada um vota como quer. Não pode um partido ter placar no plenário da Câmara de 22 a 23. Isso vale para todas as matérias.

Qual a posição do senhor sobre o partido permanecer ou não no governo?

Minha posição agora não vai ser divulgada. Só lembro a você que a decisão de permanecer no governo foi feita e referendada pela executiva do partido.

Tem alguma reunião da executiva para discutir isso?

Ninguém solicitou isso.

Alckmin disse que não foi consultado sobre a destituição de Tasso e criticou a decisão. O que achou disso?

Ninguém foi consultado quando ele foi escolhido como presidente interino. Ninguém foi consultado antes nem agora.

Uma ala do partido classificou como golpe a destituição de Tasso. O que o senhor acha disso?

O exercício da leviandade e da irresponsabilidade é livre.

O senador José Serra foi seu fiador?

Ele não falou comigo sobre isso. Lá atrás ele chegou a falar sobre isso, e eu disse que respeito o estatuto.

Deve haver mudanças no modelo da executiva e do estatuto do PSDB?

Vai haver uma modernização e uma atualização do estatuto e do programa do partido.

A ideia do senador Tasso Jereissati de implementar uma política de compliance no PSDB será mantida?

Isso vai ser tratado no estatuto. Não sei bem o que é isso, mas a palavra é bonita. É usado nas empresas, mas não tenho ideia de como pode ser usado em partido.

O senhor pretende manter as intervenções de Tasso nos diretórios da Bahia e do Maranhão?

Não houve na Bahia. Vou tomar uma decisão sobre Maranhão na segunda-feira.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos