Prova de concurso público em Goiás é investigada por racismo

Rene Moreira, especial para a AE

Goiânia

A prova de um concurso público na cidade de Morrinhos (GO), será investigada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil. Uma das questões, envolvendo racismo histórico e Bíblia, colocava entre as alternativas "Negro parado é suspeito, correndo é ladrão, voando é urubu" e "Negro quando não suja na entrada, suja na saída". O concurso é da prefeitura de Morrinhos, que diz ter cobrado explicações da empresa responsável pela prova. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos