Subsecretário de Segurança do Rio está respondendo pela pasta

Roberta Pennafort e Constança Rezende

Rio de Janeiro

A Secretaria de Segurança do Rio informou nesta segunda-feira, 19, que "permanece funcionando normalmente", ainda que o secretário Roberto Sá tenha pedido exoneração na sexta-feira. Sá deixou o cargo diante do anúncio, feito pelo presidente Michel Temer (MDB), da intervenção federal na segurança do Rio. O subsecretário de Assuntos Estratégicos, Roberto Alzir, está respondendo pela pasta.

"Toda a estrutura" da secretaria segue operando normalmente, diz nota oficial divulgada nesta tarde. "Todos os subsecretários continuam respondendo por suas atribuições, para que não haja qualquer prejuízo à prestação de serviço por parte das instituições e atendimento às demandas da população", informa o texto.

Na sexta-feira, menos de quatro horas depois de o presidente assinar o decreto que instituiu a intervenção - e transferir ao general do Exército Walter Souza Braga Netto o comando da segurança pública no Estado -, o secretário Roberto Sá pediu exoneração do cargo.

De lá para cá, não foram anunciadas mudanças na secretaria nem no comando das polícias Militar e Civil. Tampouco foram vistos militares das Forças Armadas nas ruas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos