"O governo é paspalhão e a intervenção é tabajara", diz senador petista

Renan Truffi e Isadora Peron

Brasília, 20

O líder da minoria no Senado, senador Humberto Costa (PT-PE), criticou nesta terça-feira, 20, o decreto de intervenção federal no Rio de Janeiro, editado pelo governo Michel Temer, e que está sendo apreciado no plenário do Senado. "Esse é um governo paspalhão e essa é uma intervenção tabajara. Mesmo aqueles que são a favor (da intervenção), deveriam estar cobrando o que justifica essa intervenção. Se der errado, nós vamos recorrer a quem? Ao papa? Duvido que façam isso no bairro Leblon, onde se vende maconha e cocaína livremente. Os generais dessa intervenção foram dois conhecidos marqueteiros", disse Costa.

Por se tratar de um decreto presidencial, a intervenção já está em vigência desde sexta-feira, quando a medida foi assinada pelo presidente Michel Temer. Cabe aos parlamentares apenas dizer se aceitam ou não a decisão, sem ter o direito de fazer modificações no mérito da proposta.

A medida terá validade até 31 de dezembro. Enquanto estiver em vigor, o general Walter Braga Netto, do Comando Militar do Leste, será o interventor no Estado e terá o comando dos aparelhos de segurança do Rio, como as Polícias Civil e Militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos