MBL promete pedir impeachment de ministros que votarem a favor de Lula

Daniel Weterman

São Paulo

Caso o Supremo Tribunal Federal (STF) conceda um habeas corpus preventivo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Movimento Brasil Livre (MBL) promete pedir o impeachment de ministros que votarem a favor da concessão do habeas corpus ao petista, cujo pedido será julgado amanhã pelo Supremo.

Segundo o advogado Rubens Nunes, um dos coordenadores nacionais do movimento, o pedido será protocolado na quinta-feira, 5, no Senado denunciando os ministros por crime de responsabilidade e aparelhamento político da corte.

"O STF não tem tido autonomia para julgar, vemos que se tornou uma corte política e por isso o pedido de impeachment", disse Nunes.

Leia também:

Na Avenida Paulista, manifestantes soltaram gritos como "Eu vim de graça" e "Lula na cadeia" durante ato promovido pelo MBL e por outros movimentos favoráveis à prisão de Lula. Um integrante do MBL, ao discursar no caminhão de som, afirmou que a manifestação de hoje é prova de que não há desmobilização dos protestos após o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, favorável ao STF rever o entendimento atual que permite a prisão de condenados em segunda instância, também é alvo de protestos na Avenida Paulista. Há cartazes com a inscrição "Fora Beiçola do STF".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos