PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Secretário de privatizações: "Vale não pode ser sacrificada pela sociedade"

Bombeiros fazem buscas na região atingida pelos rejeitos da barragem que rompeu em Brumadinho - Pedro Ladeira/Folhapress
Bombeiros fazem buscas na região atingida pelos rejeitos da barragem que rompeu em Brumadinho Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Altamiro Silva Junior

São Paulo

29/01/2019 13h14

O secretário-geral de privatizações, Salim Mattar, disse nesta terça-feira (29) que a Vale não pode ser sacrificada pela sociedade, mas sim os responsáveis pela tragédia de Brumadinho (MG) com o rompimento da barragem.

"Neste desastre terrível, estou vendo a sociedade sacrificando a companhia, quando deveriam ser sacrificadas as pessoas que tomaram as atitudes", disse Mattar, durante abertura de conferência do Credit Suisse na capital paulista.

"A companhia não fez mal a ninguém, o CNPJ não fez mal a ninguém", afirmou o executivo. "Os erros foram cometidos por seres humanos e essas pessoas é que devem pagar e não a companhia", disse ele, destacando que é favor das empresas, que são grandes geradoras de emprego.

Cotidiano