Boi: JBS retoma abates na unidade de Diamantino (MT), reformada após incêndio

São Paulo, 21 - A unidade de bovinos da JBS/Friboi em Diamantino (MT) retomou os abates nesta segunda-feira (20), após incêndio ocorrido em junho, informou a companhia, em nota. Com capacidade instalada de processamento de 3.600 cabeças por dia, a fábrica será a maior de carne bovina do Brasil e da América Latina, com 3 mil trabalhadores divididos em dois turnos.

A reforma e a modernização do frigorífico demandou investimentos de R$ 300 milhões em sua etapa inicial, citou a JBS. "Além de equipamentos com tecnologia de ponta, a unidade retoma sua operação com estrutura para ampliar em 2,4 vezes o volume de processamento de bovinos em relação à capacidade anterior", prossegue.

Desta forma, a unidade de Diamantino passa a operar com capacidade inicial de processamento de 600 cabeças de gado por dia, chegando a 1.800 nas próximas semanas. "Neste momento, Diamantino contará com apoio em atividades complementares de duas unidades da Friboi: as plantas de Barra do Garças (MT) e Campo Grande (MS)", cita a companhia de proteína animal.

A retomada das atividades contou com a presença do ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, além do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes. O ministro considerou "acertada" a decisão do Ministério da Agricultura de manter Diamantino na lista de habilitação para exportar carne bovina à China, mesmo após o incêndio, e comemorou a geração de empregos - manutenção dos 1.300 funcionários, mais a criação de 400 novas vagas.

Para o presidente da Friboi, Renato Costa, a "primeira etapa concluída já é bastante importante", disse. "Em breve devemos finalizar também a segunda, com a desossa e as demais linhas da unidade. Assim, vamos entregar tudo o que nos comprometemos, mostrando a importância de Diamantino para a finalizou.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora