'São duas pessoas altamente qualificadas', diz Lula sobre indicações de Dino e Gonet

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira (29) que se não indicasse Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal (STF) e Paulo Gonet para a Procuradoria Geral da República (PGR) agora, não daria tempo de o Senado discutir os nomes antes do recesso - que começa no fim de dezembro.

"Espero que o Senado estude, analise o nome deles, faça o debate que quiser fazer", disse o presidente da República. "Se eu não fizesse agora, não teria tempo de colocar em debate [...] antes do encerramento das atividades do Congresso Nacional", declarou ele.

"Acho que são duas pessoas qualificadas, altamente qualificadas, para assumir tanto a Suprema Corte quanto na Procuradoria Geral da República", disse o petista.

Lula deu as declarações a jornalistas em Riad, capital da Arábia Saudita, depois de uma série de compromissos no local. Ele está a caminho de Doha, no Catar. O Planalto anunciou os nomes de Dino e Gonet na segunda-feira, 27, horas antes de o presidente deixar o país.

A viagem também incluirá Dubai, nos Emirados Árabes, onde o petista participará da Conferência do Clima. Depois, ele irá para a Alemanha. Na volta ao Brasil, Lula participará da reunião do Mercosul no Rio de Janeiro. O presidente só deve estar de volta a Brasília no dia 8 ou 9 de dezembro.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes