Governo federal reconhecerá situação de emergência em Maceió, diz Ministério da Integração

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) informou em comunicado que o reconhecimento federal da situação de emergência em Maceió (AL) já foi autorizado e deverá ser publicado nesta sexta-feira, 1º de dezembro, no Diário Oficial da União (DOU).

O anúncio ocorre após a realização de uma reunião em que participaram o ministro do MIDR, Waldez Góes, e a Defesa Civil Nacional.

O encontro teve como objetivo apresentar as informações levantadas pela equipe e traçar, em parceria com as defesas civis estadual e municipal, uma estratégia para atender a população afetada.

"Iremos reconhecer ainda nesta sexta-feira a situação de emergência na cidade de Maceió e também repassaremos os recursos necessários para apoio à população", afirmou o ministro.

Os locais que mais sentiram os recentes tremores de terra foram os bairros de Mutange, Pinheiro e Bebedouro.

As áreas estão isoladas e os moradores foram realocados.

De acordo com a Defesa Civil Nacional, houve uma significativa movimentação no solo de Mutange, que chegou a 50 cm nas últimas 24 horas.

Segundo o comunicado, a última média de movimentação calculada na área era da ordem de 18 cm por ano. Foram identificadas ainda trincas e rachadura no solo, que evoluíram significativamente.

De acordo com o diretor de obras da Defesa Civil Nacional, Paulo Falcão, que coordena a ação com o apoio de membros do Grupo de Apoio a Desastres (Gade), ocorreram 1011 eventos sísmicos na área entre o período de 19 a 24 de novembro este ano.

"Além da quantidade elevada de abalos, observou-se que a profundidade dos sismos se tornava mais rasa, indicando uma possível movimentação da cavidade em direção à superfície", disse Falcão.

O reconhecimento de emergência permite que o Estado e a prefeitura possam ter acesso a recursos emergenciais do governo federal.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora