Goldfajn diz ver governo Lula como 'de transição' para a agenda climática

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ilan Goldfajn, afirmou na noite desta segunda-feira, 26, que vê o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como de "transição" para a agenda climática, o que fez o País mudar de patamar. O Brasil hoje é "visto como um país que abraçou a agenda climática", disse Ilan, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura. O presidente do BID afirmou que o BID prevê que conseguirá aumentar os empréstimos em até US$ 112 bilhões para a agenda climática, sem especificar prazos. Ilan disse, entretanto, que a transição verde precisa do capital privado, mas que, para isso, é necessário "um empurrãozinho". O presidente do BID afirmou ainda ser necessário que a agenda dos bancos e do G20 se juntem.