Frente fria e formação de ciclone na Argentina terão impacto no Brasil

O Sul do País deve receber chuva fortes e temporais isolados devido à formação de um ciclone extratropical na Argentina neste começo de semana, especialmente entre a segunda-feira, 15, e a terça-feira, 16, segundo a MetSul Meteorologia. Mas o centro do ciclone não chegará perto do Brasil.

A previsão é de que haja volumes altos de chuva na segunda e terça em diversas cidades do Sul brasileiro e de chegada de uma massa de ar seco, o que vai proporcionar melhora do tempo e o retorno do sol para boa parte dos municípios.

O ar seco será mais ameno, garantindo noites com mínimas mais baixas na segunda metade da semana, mas sem expectativa de frio intenso.

"Dentro de um quadro meteorológico complexo, a instabilidade decorrerá no momento inicial de um centro de baixa pressão atmosférica associado à formação do ciclone e, no momento posterior, à frente fria derivada do ciclone no Leste da Argentina que vai avançar pelo Sul do Brasil", informa a MetSul. "Quando o ciclone estiver maduro e mais intenso entre terça e quarta-feira (17), o sistema vai estar perto de dois mil quilômetros ao sul de Porto Alegre, portanto distante do Sul do Brasil", continua a empresa de meteorologia.

E completa a Metsul: "Por isso, os seus efeitos em termos de vento de circulação ciclônica vão ser sentidos no litoral da Argentina e não devem ter maior impacto no Sul do Brasil na metade da semana."