Conteúdo publicado há 1 mês

Filha de Valéria Bolsonaro ganha cargo na Alesp; nomeação foi feita por deputado suplente

A filha de Valéria Bolsonaro (PL-SP) foi nomeada para o cargo de secretária especial parlamentar na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). A atribuição da função à Ana Beatriz Ramos Bolsonaro, 21 anos, foi feita "a pedido do gabinete do deputado estadual André Bueno (PL-SP)", parlamentar que assumiu a vaga de Valéria na Casa Legislativa, de acordo com a Alesp, em nota.

A assessoria do deputado informou que ele está "viajando a trabalho" e, por isso, não vai se manifestar no momento.

Bueno assumiu o mandato de deputado no dia 10 de abril, afirmando que terá como foco "um trabalho muito específico de proteção das pessoas mais vulneráveis". A nomeação de Ana ao cargo na secretaria, com salário de R$ 14.956, foi publicada no Diário Oficial do Estado na terça-feira, 16, uma semana após a mãe deixar a vaga na Alesp para assumir o comando da Secretaria de Políticas para a Mulher de São Paulo.

Valéria foi nomeada para o cargo estadual pelo governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos). A escolha de Tarcísio pela deputada bolsonarista, substituta de Sonaira Fernandes (PL), que deixou a pasta para participar das eleições municipais deste ano, é vista como uma maneira de manter a proximidade com o padrinho político, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Como mostrou o Estadão, neste mês, Tarcísio e o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), exoneraram diversos secretários e diretores que pretendiam concorrer a algum cargo no pleito de outubro. No caso de Sonaira, a vereadora evangélica pode concorrer novamente ao cargo da Câmara Municipal ou ainda ser vice na chapa de Nunes, que concorrerá à reeleição, contando com o apoio de Tarcísio.

Deixe seu comentário

Só para assinantes