Diálogo com o Congresso continua e ofensa vinda de Lira é 'episódio superado', diz Padilha

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, reiterou que o diálogo entre o Planalto e o Congresso Nacional continua e disse que a tensão entre ele e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) é um "episódio superado".

Em entrevista à CNN Brasil, Padilha foi questionado sobre o atrito entre ele e Lira e, especificamente, sobre o fato de o presidente da Câmara ter chamado o ministro de "incompetente" e "desafeto pessoal".

"Vim para a política para agregar, não agredir", disse Padilha à CNN Brasil. "É um episódio superado. O diálogo do governo continua, em nenhum momento fechou a porta. Vamos continuar seguindo de forma firme e direta para aprovar as medidas que ajudam a consolidar a recuperação econômica, fortalecer políticas sociais e reposicionar o Brasil no mundo", acrescentou.

Rebatendo as críticas ao seu desempenho na articulação política, Padilha ressaltou que dos 18 projetos prioritários para o governo neste ano, dez deles foram aprovados na Câmara dos Deputados e dois receberam também o aval do Senado. "Um deles será sancionado nos próximos dias, a isenção de Imposto de Renda para quem ganha até dois salários mínimos", afirmou.