Conteúdo publicado há 19 dias

Operação de voos em Canoas (RS) irá dobrar a partir do dia 10 de junho, diz ministério

A operação de voos na base aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, vai dobrar a partir do dia 10 de junho, informou o Ministério de Portos e Aeroportos. A expectativa é de que o número suba dos atuais 35 pousos e decolagens semanais para 70. A base tem funcionado como uma alternativa em meio ao fechamento por tempo indeterminado do Aeroporto Internacional de Porto Alegre (Salgado Filho) após os impactos das chuvas no Rio Grande do Sul.

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, esteve na capital gaúcha nesta quarta-feira (29). A agenda incluiu visitas à base de Canoas e ao Salgado Filho.

A base de Canoas está sendo administrada temporariamente pela Fraport, concessionária responsável pelo Aeroporto Salgado Filho, cujas pistas e terminais foram inundados. Os agentes responsáveis ainda aguardam pelo mapeamento dos danos. Enquanto isso, a reabertura segue sem previsão.

Em meio à falta de previsibilidade sobre a retomada do Salgado Filho, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informou ontem que recebeu manifestações para análise de possível internacionalização da base de Canoas. Contudo, indica que esse seria um processo complexo, dependendo da análise de outros órgãos. Segundo a agência, o foco atual é ampliar operações domésticas.

Deixe seu comentário

Só para assinantes