Topo

Obama diz que EI comete "maldade absoluta"

17/11/2014 08h30

NOVAYORK, 17 NOV (ANSA) - Após a confirmação feita pelo governo dos Estados Unidos da decapitação do agente humanitário Peter Kassig, pelo Estado Islâmico (EI, ex-Isis), o presidente Barack Obama comentou o crime, divulgado neste domingo (16).   

"É um ato de maldade absoluta cometido por um grupo terrorista que o mundo considera não humano", afirmou o líder dos EUA.   

"Enviamos nossas orações e condolências aos familiares e pais de Abdul Rahman Kassig, que também era conhecido como Peter", disse Obama, em nota divulgada pela Casa Branca.   

A morte de Kassig, ex-soldado norte-americano convertido ao islamismo, foi divulgada pelo EI em vídeo publicado na internet., neste domingo. O agente humanitário havia sido sequestrado no dia 1 de outubro de 2013. No vídeo em mostra a morte do norte-americano, os jihadistas também anunciam a morte de cerca de 20 soldados sírios. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional