Marrocos prende homem ligado aos atentados de Paris

Em Roma (Itália)

  • Abdeljalil Bounhar/AP

    Em Rabat, marroquinos se solidarizam com os franceses após os ataques terroristas que atingiram Paris em 13 de novembro, em foto registrada uma semana após os atentados

    Em Rabat, marroquinos se solidarizam com os franceses após os ataques terroristas que atingiram Paris em 13 de novembro, em foto registrada uma semana após os atentados

Um belga de origem marroquina que teria ligações com os atentados de Paris ocorridos no dia 13 de novembro foi preso nesta segunda-feira (18) em Muhammadiya, no Marrocos. Segundo nota divulgada pelo Ministério do Interior, o homem "está diretamente" relacionado ao ataque e fazia parte do grupo terrorista Frente al-Nusra antes de se unir aos jihadistas do Estado Islâmico (EI).

A pasta ainda informou que, antes de voltar à região de Casablanca, ele tinha viajado para Turquia, Alemanha, Holanda e Bélgica.

O nome do envolvido não foi informado, mas as autoridades anunciaram suas iniciais em árabe. Elas podem ser traduzidas como G.A. ou J.A.

Os atentados em série em Paris em novembro de 2015 deixaram 130 mortos e mais de 350 feridos. Desde então, os governos de França e Bélgica já anunciaram uma dezena de presos que estariam supostamente envolvidos no planejamento e na execução dos atos terroristas reivindicados pelo EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos