Morales diz ainda esperar virada em resultado de referendo

LA PAZ, 23 FEV (ANSA) - Com quase todas as urnas apuradas na Bolívia, o presidente Evo Morales disse que ainda tem esperanças de uma "reviravolta" no resultados, apesar de, até o momento, a maioria dos bolivianos ter rejeitado a mudança constitucional que permitiria a ele concorrer novamente à Presidência em 2019.   

Com cerca de 70% das urnas apuradas, o "Não" registra 54% dos votos.   

"Os movimentos sociais (sindicatos) nunca nos abandonaram, especialmente o movimento camponês-indígena", disse Morales a jornalistas.   

O vice-presidente, Álvaro Garcia Linera, fala de uma conspiração de direita para fraudar os resultados da votação no interior do país, onde o apoio a Morales é maior e os resultados têm sido menos favoráveis. O vice, no entanto, não apresentou nenhuma prova e observadores internacionais não reportaram nenhuma evidência de fraude.   

A contagem de votos tem sido,de fato, muito lenta se comparada a outras votações realizadas no país. Referendo - Morales está no poder desde 2006 e já cumpriu, tecnicamente, três mandatos após outra mudança constitucional - já que o primeiro teve apenas quatro anos de duração. Ele deve ficar no Poder, caso a medida não seja aprovada, até janeiro de 2020. Se ele for eleito a um quarto mandato, ficará até 2025 na Presidência. Chile - Autoridades chilenas, com quem a Bolívia briga por uma saída ao mar, disseram que não irão opinar sobre o resultado do referendo.   

A Chancelaria chilena destacou, em comunicado, no entanto, que o resultado representa "a decisão soberana do povo boliviano".   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos