Visita de Hollande à Argentina marca reaproximação

BUENOS AIRES, 25 FEV (ANSA) - Após receber o premier italiano, Matteo Renzi, recentemente, o presidente argentino, Mauricio Macri, se encontrou com o homólogo francês, François Hollande, em Buenos Aires. Acordos nas áreas de ciência, tecnologia e segurança, entre outros temas, foram assinados na tarde da última quarta-feira, dia 24.   

Em coletiva, Hollande elogiou as reformas colocadas em marcha por Macri no governo argentino. "Você quis iniciar um novo capítulo. Uma Argentina mais aberta, mais acreditada. A França está disposta a acompanhá-lo".   

"Queremos ajudar a Argentina na sua reincorporação no mercado financeiro global e esperamos que logo consigam uma solução para a gestão da dívida soberana", acrescentou.   

Macri, por sua vez, reiterou o desejo de aprofundar a relação política e comercial com Paris.   

UE - As visitas, tanto de Hollande quanto de Renzi, fazem parte de um esforço do presidente, que tomou posse em dezembro, de se aproximar da União Europeia (UE). Um acordo com o bloco esteve travado por anos por conta de exigências impostas pelo governo de Cristina Kirchner. Segundo uma análise do jornal local "La Nación", tanto na Chancelaria como na Casa Rosada existe muita expectativa a respeito das visitas pois "abririam as portas a novos projetos de investimento estrangeiro e, ao mesmo tempo, poderiam dar celeridade às negociações entre o Mercosul e a UE por um acordo de livre comércio". Macri se esforça para afastar a imagem do país do kirchnerismo, a fim de atraIr investimentos estrangeiros para o país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos