Pesquisa diz que 70% dos italianos aprovam união civil gay

ROMA, 27 FEV (ANSA) - Após a polêmica lei de união civil de pessoas do mesmo sexo ser aprovada na Itália na última quinta-feira (25), 7 em cada 10 italianos concordaram com o texto final sobre o tema. Foi o que revelou uma pesquisa realizada pelo Demos e publicada neste sábado (27) pelo jornal "La Reppublica".   

Apesar disso, um em cada três eleitores do país disse ser contra a "adoção de enteado" ("stepchild adoption"), que foi eliminada do projeto de lei poucas horas antes da votação. Apesar de ter sido bandeira do primeiro-ministro Matteo Renzi, a medida enfrentava grande resistência da base aliada católica do governo.   

Mesmo tendo que abrir mão de parte importante do projeto de lei, Renzi disse estar "muito orgulhoso" pela aprovação da medida.   

Com ela, a Itália deixou de ser o único país da Europa ocidental que não tinha legislação sobre o tema.   

"O objetivo de alguns não era fazer nenhuma lei e ficar enrolando. E então, foi preciso um chute forte para virar a partida porque ter um zero a zero sobre os direitos teria sido uma vergonha", disse o premier se referindo à "partida política" disputada dentro de seu próprio partido. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos