Maradona defende Messi e pede que ele não abandone seleção

SÃO PAULO, 28 JUN (ANSA) - O eterno ídolo argentino Diego Armando Maradona afirmou que Lionel Messi não deve abandonar a seleção argentina, como anunciou após a derrota na final da Copa América Centenário, e que estará "ao lado" do ídolo do Barcelona.   


"Deixaram Messi sozinho e eu não quero deixá-lo só. Por isso, quero falar com ele: para lutar contra todos os que o deixaram sozinho, do primeiro ao último dirigente, seja quem for", afirmou em entrevista ao "La Nación".   


Maradona se referia à série de problemas vividos pela Associação de Futebol Argentina (AFA), que está sob intervenção administrativa da Fifa e sem presidente, já que Luis Segura renunciou ao cargo nesta segunda-feira (27). De acordo com a mídia argentina, a decisão de Messi teria menos peso pelas derrotas em campo e mais pela falta de organização e de transparência do futebol de seu país.   


"Para mim, esse declaração de Lio serve apenas para esconder todos os desastres que há no futebol argentino. O fizeram colocar a cara a tapa para esconder todos os desastres que fizeram na AFA e hoje estamos falando dele [Messi] e não deles [AFA]. A verdade é que não acredito em mais nada. Tenho a sensação que mandaram ele dizer 'vai, diz algo para nos salvar'.   


Fomos um desastre e o deixaram sozinho", acrescentou.   


Ao fim da entrevista, Maradona voltou a dizer que Messi não pode deixar a equipe nacional neste momento e que é fundamental para a disputa da Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia.   


"Messi tem que seguir na seleção, tem que seguir. Tem que seguir porque tem muito para dar, porque vai chegar na Rússia em condições de ser campeão do mundo. Precisamos apoiar mais aqueles que podem ajudá-lo a levar a equipe adiante e menos com aqueles que dizem que ele tem que ir embora. Tirem do lado dele aqueles que sequer o deixam chorar", concluiu em referência ao choro do jogador do Barcelona após perder um pênalti e o título da competição.   


A fala de Maradona ocorre há poucas semanas de críticas do ídolo ao seu "sucessor". Em um evento ao lado de Pelé, como um evento da Eurocopa em Paris, o argentino falou que Messi "não tem personalidade" para liderar a seleção. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos