Protesto contra G20 em Hamburgo termina em confronto

BERLIM, 06 JUL (ANSA) - Com o slogan "Bem-vindos ao inferno", milhares de pessoas protestam nesta quinta-feira (6) contra a cúpula do G20 em Hamburgo, na Alemanha, que será realizada nos dias 7 e 8 de julho.   

Os atos acontecem em meio à chegada dos líderes internacionais à segunda maior cidade do país, como os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da Rússia, Vladimir Putin, que já desembarcaram.   

Durante o protesto, que levanta bandeiras anticapitalistas, foram registrados confrontos entre manifestantes e as forças de segurança, confirmando o temor da Polícia de que a escolha de Hamburgo para sediar o G20 propiciasse uma grande concentração de pessoas.   

Segundo os organizadores, o ato reúne cerca de 12 mil participantes, concentrados na região do Mercado do Peixe, às margens do rio Elba. A metrópole está "blindada" por aproximadamente 20 mil agentes.   

Nos momentos de maior tensão, a Polícia afastou manifestantes com jatos de água e exigiu que algumas pessoas tirassem suas máscaras. As autoridades de Hamburgo esperam que a cidade receba pelo menos 50 mil manifestantes durante a cúpula do G20.   

Além dos tradicionais protestos contra o capitalismo e em defesa do meio ambiente, o município deve ter atos antifascistas, feministas e de grupos curdos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos