Pesca a cavalos atrai turistas na Bélgica

ROMA, 20 JUL (ANSA) - Um tipo de pesca diferente tem surpreendido os moradores da cidade de Oostduinkerke, na costa ocidental da Bélgica. Lá, não são as redes comuns e os barcos os responsáveis por retirar peixes e crustáceos do mar, mas os cavalos.   


A região é a única em todo o mundo a realizar a prática. Com equipamentos especializados, os pescadores cavalgam por alguns metros para dentro do mar e retornam com diversos frutos para serem comercializados.   


Cerca de 12 famílias exercem a atividade oficialmente na região.   


Os pescadores realizam a prática duas vezes por semana nos meses entre junho e setembro. O trabalho começa por volta das 8h da manhã, quando a praia fica com a maré mais baixa. Os cavalos usados são da raça Brabant.   


A pesca dura cerca de duas horas e o principal alimento retirado do mar é o camarão. Também chamados de "Caviar do Mar do Norte", o crustáceo é o ingrediente principal de muitos pratos típicos da região, incluindo croquetes, massas e até tomates recheados.   


Muitas vezes, os pescadores vendem o alimento na praia, mas o recomendado é saborear as especialidades nos restaurantes das proximidades.   


No ano de 2013, a tradição foi inserida na lista de Patrimônios Culturais Imateriais da Humanidade. Ela lembra a prática realizada na Idade Média, mas com apenas uma diferença: atualmente são usadas redes mais densas e duráveis.   


Antigamente, a pesca com redes de arrasto em carruagens puxadas por cavalos tinha se espalhado por toda a costa do mar do Norte, passando pela França, Holanda e o sul da Inglaterra. No entanto, somente na Bélgica, a prática foi mantida. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos