Itália lidera consumo de café feito em máquinas, diz estudo

SÃO PAULO, 25 OUT (ANSA) - Preparar um café na máquina é mais rápido e prático do que fazê-lo manualmente, e de acordo com uma pesquisa da Associação Italiana de Distribuição Automática (Confida), os italianos são os que mais consomem café feitos dessa maneira.   


O levantamento apontou que na Itália possuem mais de 800 mil máquinas de café, superando com folga a segunda colocada França, que tem pouco mais de 600 mil unidades. A Alemanha aparece em terceiro, com cerca de 555 mil.   


Os cafés em máquinas são mais consumidos no local de trabalho, com quase 36% das unidades localizadas em empresas.   


Em 2016, os italianos prepararam quase três bilhões de cafés em máquinas, representando um aumento de 1,67% em relação a 2015. Para o sociólogo Vanni Codeluppi, as máquinas de café estão cada vez "mais tecnológicas" e a bebida não é mais consumida apenas para "dar energia", mas também por ser "confortável e gratificante" para a pessoa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos