Topo

Eduardo Bolsonaro destitui vice-líderes do PSL na Câmara

21/10/2019 20h52

SÃO PAULO, 21 OUT (ANSA) - O deputado federal Eduardo Bolsonaro destituiu na noite desta segunda-feira (21) todos os 12 vice-líderes do PSL, poucas horas depois de assumir a liderança do partido na Câmara. A decisão é reflexo da crise deflagrada na legenda em meio à disputa de poder entre a ala ligada a Jair Bolsonaro e a seguidora do presidente do PSL, Luciano Bivar. O anúncio foi feito após Eduardo se reunir com oito parlamentares bolsonaristas: Aline Sleutjes (PR), Carlos Jordy (RJ), Filipe Barros (PR), Sanderson (RS), Major Vitor Hugo (GO), Bia Kicis (DF), Coronel Armando (SC) e Chris Tonietto (RJ).   


Entre os nomes destituídos estão Felício Laterça (PSL-RJ); Nicoletti (PSL-RR);Daniel Silveira (PSL-RJ);Heitor Freire (PSL-CE);Julian Lemos (PSL-PB); Júnior Bozzella (PSL-SP);Coronel Tadeu (PSL-SP);Nelson Barbudo (PSL-MT);Charlles Evangelista (PSL-MG); Professora Dayane Pimentel (PSL-BA);Nereu Crispim (PSL-RS); e Joice Hasselmann (PSL-SP).   


Há duas semanas, os deputados do partido estão tentando definir o nome do líder que representará a bancada, composta por 53 parlamentares. Mais cedo, uma última lista garantiu Eduardo no posto, o que fez com que o então líder, o deputado Delegado Waldir, antecipasse sua destituição. A ala ligada a Bivar, no entanto, tenta devolver o posto a Waldir. Até o momento, há pelo menos outras duas listas na fila de conferência por parte da Secretaria Geral da Câmara. É preciso ter o apoio da maioria da bancada, ou seja, ao menos 27 assinaturas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias