PUBLICIDADE
Topo

Greve contra reforma da previdência paralisa Paris pelo 6ºdia

10/12/2019 13h34

PARIS, 10 DEZ (ANSA) - A cidade de Paris, na França, entra nesta terça-feira (10) no sexto dia da greve contra a reforma da Previdência apresentada pelo governo do presidente Emmanuel Macron, um dia depois da rede de transportes da região ficar paralisada. Nesta manhã, os serviços de metrôs, ônibus e trens continuam bloqueados e vários quilômetros de engarrafamentos nas ruas da capital francesa foram registrados. A expectativa é de que no final da tarde uma segunda manifestação seja realizada pelas ruas de Paris, sendo iniciada na Esplanada des Invalides. As autoridades orientaram as lojas e comércios da região a fecharem suas portas na tentativa de evitar violência e incêndios. Os sindicatos também estão analisando sobre a possibilidade de convocar uma nova mobilização na próxima quinta-feira (12). O projeto de reforma da Previdência ainda não foi revelado na íntegra. O governo da França planeja apresentar sua nova proposta amanhã (11).   

A administração de Macron defende a criação de um "sistema universal" de aposentadorias, que deverá substituir os atuais 42 regimes existentes. Os sindicatos, entretanto, alegam que a medida é um risco contra a situação dos aposentados e obrigará os franceses a trabalhar por mais tempo para receber uma pensão com valor menor do que o vigente atualmente. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.