PUBLICIDADE
Topo

TAS libera Manchester City para disputar competições da Uefa

13/07/2020 11h18

ROMA, 13 JUL (ANSA) - O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) aceitou nesta segunda-feira (13) o apelo do Manchester City e anulou a suspensão do time inglês dos torneios europeus pelo não cumprimento das regras do fair play financeiro da Uefa.   


Além de ter recebido novamente a autorização para disputar a próxima edição da Liga dos Campeões, o Manchester City também conseguiu reduzir a multa que levou, de 30 milhões de euros para 10 milhões de euros.   


"O Manchester City expressa a sua satisfação com a resolução que valida a posição do clube e as evidências apresentadas. O clube agradece ao TAS e aos membros do painel de pela diligência no procedimento", escreveu o clube britânico.   


O tribunal afirmou que as acusações contra a equipe comandada pelo espanhol Pep Guardiola foram inconsistentes. Além disso, o TAS revelou que o City "não disfarçou os contratos de patrocínio", mas "falhou em cooperar com a Uefa".   


O TAS também pediu para que a multa de 10 milhões de euros seja paga em até um mês.   


Em fevereiro, o time foi considerado culpado pelo Clube de Controle Financeiro (CFCB) da Uefa por ter inflado falsamente os valores de suas receitas de patrocínio entre 2012 e 2016 para tentar driblar as regras do fair play financeiro. As acusações começaram após a publicação de e-mails e documentos vazados pela revista alemã "Der Spiegel" em novembro de 2018.   


Na atual edição do Campeonato Inglês, o Manchester City é o segundo colocado com 72 pontos, e não pode mais alcançar o líder Liverpool, que tem 93. Além disso, a equipe já garantiu sua vaga na próxima edição da Champions League. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.