Fedez denuncia ameaças de morte contra filho de 5 anos

MILÃO, 7 DEZ (ANSA) - O rapper italiano Fedez anunciou que está denunciando às autoridades "haters" da internet que têm direcionado ameaças de morte e mensagens agressivas, como votos de doença, ao filho dele e da influenciadora Chiara Ferragni, Leone, de apenas cinco anos.   

"É muito fácil ficar atrás de uma tela sem assumir as responsabilidades pelo que se escreve. Juro pelo que tenho de mais precioso que descobrirei quem são vocês, malditos covardes", escreveu.   

Nesta quinta-feira (7), ele anunciou nas redes sociais que apresentou queixa contra os agressores virtuais.   

A onda começou depois que a criança entrou em campo no estádio San Siro, em Milão, para acompanhar o time do Milan antes do apito inicial no último sábado (1º).   

"E vocês pensam que eu não conseguirei descobrir quem são vocês? Não, não, rapazes, não funciona assim. Queremos acelerar as coisas? Não me importa denunciá-los. Para mim, a denúncia serve apenas para saber quem são vocês. Digam-me vocês, sabem onde moro, venham até a minha casa", disse o artista, no Instagram.   

"Venham desejar a morte ao meu filho. Me veem no estádio? Desejem câncer ao meu filho. Querem atirar no meu filho? Digam isso na minha cara. Façam as coisas como homens, como são, já que eu sou um canalha que os denunciou.   

Vamos encurtar os prazos. Venham até a minha casa, tenham coragem, eu estou aqui", disse.   

Ele acrescentou: "Tudo o que digo e faço, enfrento as consequências porque mostro meu rosto, e é justo que vocês também enfrentem as consequências.   

Somente então estaremos no mesmo nível, e será minha responsabilidade garantir que isso aconteça. Malditos covardes que não são nada além disso". (ANSA).   

Continua após a publicidade

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes