Tsubasa, a cantora japonesa que bomba na internet com música brasileira

Ewerthon Tobace - business reporter

Fenômeno da internet, a cantora japonesa Tsubasa Imamura conquista cada vez mais fãs com suas versões de músicas brasileiras.

Mas o repertório passa bem longe do samba e da bossa nova, ritmos bastante populares no Japão. O que a japonesa gosta mesmo é de rock e de música popular brasileira.

O cantor Zé Ramalho chegou a compartilhar várias vezes na sua conta do Facebook a versão de Tsubasa da música Chão de Giz e também Admirável Gado Novo.

"Recebi também mensagens da Sandy, da mãe do Cazuza, da filha do Raul (Seixas), do Humberto Gessinger, da Pitty, do Skank, do Chico César", enumera.

No Youtube, a versão mais assistida é Pais e Filhos, do Legião Urbana, que tem mais de 770 mil visualizações. Já no Facebook, o campeão de compartilhamentos e curtidas é Pra Ser Sincero, do Engenheiros do Hawaii, com mais de 3,2 milhões de visualizações.

  • A queda abrupta do Tumblr, a rede social na qual o Yahoo apostou
  • Os riscos da depilação dos pelos pubianos

As versões de músicas brasileiras, que incluem também trechos em japonês, começaram como uma forma de agradecer os fãs brasileiros. Mas foram justamente os covers que deram o impulso na carreira da cantora.

Desde 2009, Tsubasa vai ao Brasil, onde já fez mais de 50 apresentações. "É o melhor lugar para se fazer shows", diz a cantora, citando a animação do público e o carinho dos fãs como justificativas.

Português

Em setembro, ela vai fazer mais uma turnê pelo Brasil. Por isso, ela tem intensificado os estudos do idioma de Camões.

"Aprender o português é muito difícil e leva tempo", diz a japonesa, que sempre é alvo de piadas por causa do sotaque.

"Muitas pessoas faziam a famosa piada do pastel de 'flango', mas hoje isso diminuiu", conta.

  • 'Tem talento no Japeri': como uma das regiões mais pobres do RJ forma jovens campeões de golfe

O primeiro contato da cantora com a música brasileira foi aos 19 anos, através da professora de canto, que a mostrou uma canção de bossa nova.

"Mas fui me interessar mais somente quando fui ao Brasil e descobri que a música brasileira ia muito além de Garota de Ipanema", conta.

Projetos

Tsubasa já gravou dois álbuns solo, lançados em 2009 e 2012, além de um disco de regravações de músicas pop japonesas, em 2010, e um DVD lançado em 2011.

Em 2014, ela finalizou o primeiro trabalho totalmente voltado ao público brasileiro. Por Você vem num formato de revista pôster e o CD traz três músicas exclusivas para o Brasil.

Agora, ela quer lançar mais músicas autorais em português. "Para isso, estamos pensando em algumas parcerias", conta a cantora. "Mas os detalhes ainda são segredo", desconversa.

  • Colônia Dignidade: documentos relevam segredos da comuna que une nazismo, abuso sexual de crianças e a ditadura Pinochet
  • A 'árvore da morte', a mais perigosa do mundo segundo o livro dos recordes

O próximo videoclipe que Tsubasa está trabalhando traz a participação de fãs e também de convidados especiais. "Vai ser muito legal", comemora.

Carreira precoce

Tsubasa começou cedo a carreira. Quando tinha 13 anos, ganhou um violão do pai e começou a ensaiar os primeiros acordes.

"Logo percebi que minha vontade era compor minhas próprias músicas e resolvi participar de um concurso nacional da gravadora Sony", conta.

Para surpresa da própria cantora, ela ficou em primeiro lugar na categoria composição.

Tsubasa conta que as referências musicais vêm do pop japonês, conhecido como J-pop, e da música ocidental como um todo. "Ouço muitos cantores norte-americanos e alemães, além, é claro, dos músicos e das bandas brasileiras."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos