Usuários do Facebook serão avisados nesta segunda se tiveram dados usados por Cambridge Analytica

Usuários do Facebook devem descobrir às 13h (horário de Brasília) se estão entre os 87 milhões de usuários cujas informações foram compartilhadas com a empresa de consultoria política Cambridge Analytica. Desses usuários, 443.117 são brasileiros, segundo a rede social.

A Cambridge Analytica teria tido acesso a dados privados ao lançar um aplicativo de teste psicológico na rede social. Aqueles usuários do Facebook que participaram do teste acabaram por entregar à Cambridge Analytica não apenas suas informações, mas os dados referentes aos amigos do perfil. A consultoria trabalhou para a campanha do presidente americano, Donald Trump, em 2016, e é acusada de usar esses dados para influenciar o resultado do pleito.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, se prepara para depor no Congresso americano sobre o caso nesta semana.

Agora, todos os usuários receberão uma de duas mensagens do Facebook hoje. Uma das mensagens mostrará quais aplicativos são usados pelo usuário, facilitando seu acesso à parte do Facebook que permite a remoção dos aplicativos que não desejem mais utilizar.

Outra mensagem aparecerá para os usuários que podem ter tido seus dados usados indevidamente pela Cambridge Analytica.

O teste psicológico traçava diferentes perfis dos usuários, associando curtidas e outros padrões de compartamento a esses perfis. A ideia, depois, era mirar anúncios específicos para grupos de usuários.

Outro aplicativo

Além de suspender a Cambridge Analytica após as reportagens que denunciaram o escândalo no mês passado, o Facebook também suspendeu uma empresa de análise de dados chamada Cubeyou.

A rede social vai investigar se a Cubeyou, como a Cambridge Analytica, coletou dados com um propósito supostamente acadêmico e depois os usou comercialmente, também em parceira com a Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

A BBC tentou falar com a Cubeyou, sem sucesso.

O Facebook deu início à investigação depois de uma reportagem da CNBC, canal de notícias americano, sobre um quiz de personalidade chamado "You Are What You Like" (Você é o que você curte).

À Bloomberg, por e-mail, Ime Archibong, vice-presidente de parceirias do Facebook, disse que os aplicativos da Cubeyou serão banidos da plataforma se a empresa recusar auditoria.

A página "You Are What You Like" (Você é o que você curte) foi criada pela Cubeyou em parceria com o Departamento de Psicometria da Universidade de Cambridge.

A universidade disse que as pessoas que fizeram o teste consentiram que seus dados fossem usados "tanto com propósitos acadêmicos quanto com propósitos de negócios", segundo os termos de serviço do site, e que todos os dados eram anônimos.

No entanto, os termos e condições do Apply Magic Sauce, ainda no ar, dizem que os dados podem ser usados para "pesquisa acadêmica sem fins lucrativos".

A universidade declarou que o "Cubeyou só desenhou a interface de um site que usou nossos modelos para dar aos usuários insight sobre seus dados". "Não temos contato com a Cubeyou desde junho de 2015."

A universidade também esteve ligada no escândalo da Cambridge Analytica - um de seus acadêmicos desenvolveu o quiz que armazenou os dados adquiridos pela consultoria.

A Universidade de Cambridge negou trabalhar com a Cambridge Analytica ou com a SCL, sua "empresa mãe", e diz que nunca lhes deu dados, algoritmos ou expertise.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos