PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Brumadinho: morador diz que irmão se salvou ao agarrar uma viga

25.jan.2019 - Ajudante geral Antônio França de Jesus foi resgatado após rompimento de barragem de rejeitos em Brumadinho (MG) - Fernanda Odilla/BBC
25.jan.2019 - Ajudante geral Antônio França de Jesus foi resgatado após rompimento de barragem de rejeitos em Brumadinho (MG) Imagem: Fernanda Odilla/BBC

Fernanda Odilla - De Belo Horizonte para a BBC News Brasil

25/01/2019 22h48

Ajudante geral fazia solda quando foi atingido pela lama, mas conseguiu se segurar numa viga até ser içado pelos bombeiros.

O ajudante geral Antônio França de Jesus, de 55 anos, estava fazendo uma solda quando viu a lama chegar de repente. Não teve tempo de correr, mas conseguiu se segurar numa viga, conta à BBC News Brasil seu irmão, o eletricista Rone França de Jesus.

Antônio ficou preso e foi resgatado da lama com vida pelos bombeiros, sobrevivendo ao rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho, Minas Gerais, na tarde desta sexta-feira.

Pelo menos nove pessoas morreram e 300 estão desaparecidas. Um mar de lama destruiu o refeitório, a área administrativa da empresa e casas da região.

Ao menos nove pessoas foram resgatadas com vida da lama.

Antônio está internado no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, junto de outros quatro sobreviventes do acidente.

Os sete colegas que estavam perto dele na hora não conseguiram se segurar e esperar pelos bombeiros, segundo Rone. Não se sabe o que aconteceu com eles.

"Antônio está muito assustado com o ocorrido. Está bastante esfolado e com dor na costela, mas sem nenhuma fratura. Disse que foi milagre de Deus ter sobrevivido", diz Rone.

Segundo o eletricista, os bombeiros precisaram soltar Antônio, que ficou preso numa placa de metal. Rone conta que o próprio hospital ligou avisando que o irmão estava vivo.

"Ele me falou que nasceu de novo", diz Rone, que também já trabalhou na mina. Antônio França trabalhava há 11 meses na barragem. Para o irmão, o rompimento da barragem foi uma fatalidade.

Embora feliz por ver o irmão vivo, lúcido e sem fraturas, Rone se diz preocupado com colegas e amigos de Brumadinho. "Conheço muita gente que trabalha lá, não sei se todos tiveram a mesma sorte que meu irmão."

Quase cem bombeiros estão no local onde a barragem rompeu, e devem chegar a 200 a partir da madrugada deste sábado. As buscas por desaparecidos continuam.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=dbl0ZE7i4Co

https://www.youtube.com/watch?v=W94jflgLokw

https://www.youtube.com/watch?v=MCHWJ5ge6o8

Cotidiano