Nova Zelândia rejeita trocar bandeira em referendo

Mais de 56% dos eleitores votam a favor da manutenção da atual bandeira. Decisão é derrota para o primeiro-ministro, que chamou o estandarte de relíquia colonial.

Os neo-zelandeses rejeitaram em referendo substituir a bandeira do país, que inclui a Union Jack, símbolo do Reino Unido, por um novo estandarte, de acordo com os resultados preliminares anunciados nesta quinta-feira (24/03).

A comissão eleitoral da Nova Zelândia anunciou que 56,61% dos eleitores votaram a favor da manutenção da atual bandeira, contra 43,61% que apoiaram a mudança.

"A Nova Zelândia votou para manter a nossa atual bandeira. Encorajo todos os neo-zelandeses a usá-la, adotá-la e, mais do que isso, ter orgulho dela", afirmou na rede social Twitter o primeiro-ministro John Key, um dos principais defensores da mudança. Key havia declarado que a atual bandeira é uma relíquia colonial.

"Reconheço que alguns estarão decepcionados com o resultado, mas a maioria dos neo-zelandeses expressou-se e devemos todos aceitar essa decisão", afirmou, em comunicado, o vice-primeiro-ministro Bill English.

A consulta, apenas por via postal, começou em 3 de março e terminou nesta quinta-feira. Mais de 2 milhões de pessoas votaram. A Nova Zelândia tem cerca de 4,5 milhões de habitantes.

A bandeira neo-zelandesa é um retângulo de fundo azul marinho e tem, no canto superior esquerdo, o símbolo do Reino Unido (Union Jack) e quatro estrelas que representam a constelação do Cruzeiro do Sul. A concorrente Silver Fern apresenta uma folha prateada, com fundo azul e preto, mantendo as quatro estrelas do Cruzeiro do Sul.

AS/lusa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos