PUBLICIDADE
Topo

Colômbia procura jornalista espanhola desaparecida

23/05/2016 20h59

Salud Hernandez, de 59 anos, desapareceu enquanto trabalhava em reportagem no Norte de Santander. Imprensa local afirma que jornalista pode ter sido sequestrada por guerrilheiros.

Militares e policiais colombianos estão procurando por uma jornalista espanhola que desapareceu enquanto apurava uma reportagem na província do Norte de Santander, afirmou nesta segunda-feira (23/05) o Ministério da Defesa.

Fontes militares e a imprensa local dizem que Salud Hernandez, de 59 anos, pode ter sido sequestrada pelo grupo guerrilheiro Exército da Liberação Nacional (ELN), que é ativo na região onde a jornalista desapareceu no sábado.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, ressaltou, porém, que não há nenhuma informação sobre um possível sequestro. "A informação que temos é que Hernandez estava no sábado no município de El Tarra e que foi pega por uma motocicleta depois do almoço para ir à comunidade de Filogringo", acrescentou.

Hernandez trabalha na Colômbia há mais de 20 anos. Atualmente, ele era correspondente do jornal espanhol El Mundo. A jornalista estava na região há 20 dias e investigava uma história sobre drogas ilícitas. Ela é conhecida por criticar grupos insurgentes no país.

Tanto o ELN, quanto as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estão presentes na região. O Exército da Liberação Nacional ainda pratica sequestros. Já as Farc e o governo colombiano chegaram a um acordo sobre a paz no país, que deve ser assinado em breve, depois de quatro anos de negociações.

Pelo Twitter, antes de sumir, a jornalista relatou protestos na região devido a desaparecimentos de jovens. Fiscais da Audiência Nacional da Espanha deram início uma investigação para localizar o paradeiro de Hernandez, afirmou o El Mundo.

CN/rtr/efe