Talibã mata dezenas de policiais em duplo atentado no Afeganistão

Explosões provocadas por homens-bomba atingem ônibus que transportavam cadetes recém-formados nos arredores de Cabul. Presidente classifica atentado de "crime contra a humanidade".

Um duplo atentado suicida reivindicado pelo grupo extremista Talibã deixou ao menos 30 mortos nos arredores de Cabul nesta quinta-feira (30/06).

"Um comboio de ônibus transportando cadetes recém-formados foi alvo de dois homens-bomba nos arredores da província de Cabul", disse o Ministério do Interior do Afeganistão em comunicado. Segundo o ministério, 58 pessoas ficaram feridas e todos os 30 mortos eram policiais.

Já o governador do distrito de Paghman, Moussa Rahmati, declarou que 37 pessoas foram mortas, incluindo quatro civis.

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, classificou o ataque como "crime contra a humanidade". Em nota, a embaixada americana no Afeganistão disse que o "desrespeito cruel e completo à vida humana durante o mês sagrado do Ramadã é abominável".

Série de ataques

O duplo atentado ocorreu uma semana depois de 14 guardas nepaleses que seguiam para a embaixada canadense em Cabul serem mortos em ataque reivindicado pelo Talibã.

O grupo terrorista ganhou um novo líder em maio após um ataque com drones lançado pelos Estados Unidos matar o antigo-chefe Akhtar Mohammad Mansur.

O novo líder da organização, Haibatullah Akhundzada, é visto como uma figura unificadora num movimento extremista cada vez mais fragmentado, embora ainda não esteja claro se ele vai seguir o rumo tomado por Mansur, de rejeitar negociações de paz com o governo afegão.

KG/dpa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos