PUBLICIDADE
Topo

Papa pede diálogo em encontro com vítimas de Nice

24/09/2016 18h29

Ao reunir-se no Vaticano com familiares e sobreviventes de atentado em cidade no sul da França, Francisco pede "diálogo sincero" entre as religiões. Ataque reivindicado pelo "Estado Islâmico" deixou 86 mortos.Numa cerimônia com familiares das vítimas e sobreviventes do atentado terrorista de Nice, no sul da França, o papa Francisco defendeu neste sábado (24/09), no Vaticano, o diálogo sincero entre as religiões."Estabelecer um diálogo sincero e relações fraternais entre todos, especialmente entre os que acreditam em um Deus único e misericordioso, é uma prioridade urgente", disse o pontífice, referindo-se nomeadamente a cristãos e muçulmanos.Em 14 de julho deste ano, durante comemorações do Dia da Bastilha, um caminhão avançou sobre uma multidão numa avenida à beira-mar em Nice, deixando 86 mortos e 434 feridos. O atentado foi executado por um homem de origem tunisiana e reivindicado pelo grupo extremista "Estado Islâmico" (EI).O papa recebeu no Vaticano 180 pessoas que foram feridas ou traumatizadas pelo atentado. Membros de 58 famílias voaram de Nice para Roma, e outras 150 pessoas viajaram da frança de carro."É uma grande emoção para mim conhecer-vos, vós que sofreis no corpo ou na alma, porque numa noite festiva a violência golpeou às cegas um de vós ou um dos vossos entes queridos, sem consideração pela origem ou religião", disse Francisco.Também participou do encontro uma delegação de um grupo inter-religioso regional francês, incluindo o bispo católico de Nice e representantes muçulmanos, judeus, ortodoxos e protestantes.Na última quinta-feira, a polícia francesa prendeu oito pessoas por suspeita de ligação com o autor do atentado em Nice, Mohamed Lahouaiej Bouhlel. Após avançar com o caminhão contra a multidão, o homem de 31 anos foi morto a tiros pela polícia.LPF/efe/lusa/afp