Alemanices: Uma tarde na sauna mista

Karina Gomes

Altas temperaturas, essências e nudez são os componentes básicos da sauna alemã, onde entram homens e mulheres. E tudo é levado na maior naturalidade. Karina Gomes conta na coluna.Ele é a única pessoa parcialmente vestida no grande salão. Em volta da figura carismática, que usa apenas uma toalhinha de xadrez amarrada na cintura, há 30 pessoas nuas. Com uma concha, ele joga a essência de flor de laranja sobre as pedras ferventes dispostas no centro da sauna. O cheiro refrescante da infusão fica ainda mais intenso quando ele levanta os braços e começa a girar uma toalha na direção dos frequentadores. O calor é quase insuportável, o suor escorre por todo o corpo. O termômetro já atinge os 90 graus. O Saunameister (mestre da sauna, em alemão) pede para todos saírem. É hora de ir à área dos chuveiros ao ar livre para tomar um banho bem gelado e depois espalhar sal grosso pelo corpo. Todos fazem fila e esperam pacientes (e nus), mesmo com o frio de 10 graus do lado de fora. No jardim, alguns caminham com tudo à mostra, outros usam roupões. Alguns nadam na piscina, enquanto muitos se encostam em poltronas para ler um livro ou almoçam no restaurante. Na hora de entrar na sauna, os chinelos e os roupões não passam da entrada. Só é permitido levar uma toalha, sobre a qual você irá se sentar. E por que roupas de banho são proibidas? A justificativa é a higiene: as altas temperaturas podem gerar fungos e bactérias, e os tecidos sintéticos dificultam a transpiração. Para entrar na banheira de hidromassagem, a nudez também é obrigatória. Um casal se acomoda sorridente e até puxa conversa. Estar nu não intimida os que querem socializar. Afinal, aqui, tudo é levado na mais pura naturalidade. As sessões de infusão simultâneas nos vários salões continuam. Neste complexo de saunas em Rheinbach, no nordeste da Alemanha, você pode optar por infusões de anis, bétula ou limão siciliano. Na sauna seca, dá até para pisar sobre galhos de eucalipto. As salas de banho turco (saunas a vapor) têm temperaturas mais amenas, são menores e mais úmidas. E também trazem essências diversas, como a de lavanda. Cerca de 15 milhões de pessoas frequentam as cerca de 10 mil saunas da Alemanha, de acordo com a Associação Alemã da Sauna, principalmente para aproveitar os benefícios à saúde. A entidade também oferece cursos para a formação de Saunameister. No país da Freikörperkultur (FKK), cultura do corpo livre, em português, nem todos são fãs da prática. Alguns alemães criticam o ambiente como exibicionista ou voyeurista. Para o Saunameister, pouco importa, o trabalho é feito com maestria. O especialista da sauna traz um balde cheio de mel. "Vocês podem espalhar por todo o corpo. Combina muito bem com a essência de melão", explica. Na coluna Alemanices, publicada às sextas-feiras, Karina Gomes escreve crônicas sobre os hábitos alemães, com os quais ainda tenta se acostumar. A repórter da DW Brasil e DW África tem prêmios jornalísticos em direitos humanos e sustentabilidade e vive há três anos na Alemanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos