PUBLICIDADE
Topo

Novas detenções após o ataque em Londres

24/03/2017 07h01

Mais duas pessoas foram presas em conexão com o atentado terrorista na capital britânica. A Scotland Yard também divulga a identidade verdadeira do agressor, a quem foi atribuída uma série de nomes falsos.Outras duas pessoas foram presas desde o atentado terrorista nos arredores do Parlamento britânico, em Londres. As detenções, apontadas como "significativas", foram feitas na região de Birmingham e no noroeste do país, informou a Scotland Yard nesta sexta-feira (24/03).Leia também: O que se sabe até agora sobre o ataque em LondresA polícia também identificou o agressor como Adrian Russell Ajao e pediu ajuda à população para obter informações sobre o britânico. Inicialmente, o autor do atentado havia sido apontado como Khalid Masood, mas os investigadores haviam alertado que ele utilizava nomes falsos.O agressor de 52 anos nasceu no condado de Kent, no sudeste do país, e vivia na região de Birmingham até o dia do ataque.Na quarta-feira, ele avançou com um carro sobre pedestres na ponte de Westminster, nas proximidades do Big Ben, deixando dois mortos. Na sequência, desceu do veículo e matou um policial a facadas. Ele foi então morto a tiros pela polícia. O ato deixou 40 pessoas feridas, dois ainda em estado crítico. Na quinta-feira, mais uma pessoa morreu em decorrência dos ferimentos.Nove pessoas se encontram detidas após realizações de buscas em Londres, Birmingham e outras regiões do Reino Unido. Além das duas detenções mais recentes, a polícia já havia prendido outras oito, mas uma mulher foi liberada.IP/dpa/afp