Novas detenções após o ataque em Londres

Mais duas pessoas foram presas em conexão com o atentado terrorista na capital britânica. A Scotland Yard também divulga a identidade verdadeira do agressor, a quem foi atribuída uma série de nomes falsos.Outras duas pessoas foram presas desde o atentado terrorista nos arredores do Parlamento britânico, em Londres. As detenções, apontadas como "significativas", foram feitas na região de Birmingham e no noroeste do país, informou a Scotland Yard nesta sexta-feira (24/03). Leia também: O que se sabe até agora sobre o ataque em Londres A polícia também identificou o agressor como Adrian Russell Ajao e pediu ajuda à população para obter informações sobre o britânico. Inicialmente, o autor do atentado havia sido apontado como Khalid Masood, mas os investigadores haviam alertado que ele utilizava nomes falsos. O agressor de 52 anos nasceu no condado de Kent, no sudeste do país, e vivia na região de Birmingham até o dia do ataque. Na quarta-feira, ele avançou com um carro sobre pedestres na ponte de Westminster, nas proximidades do Big Ben, deixando dois mortos. Na sequência, desceu do veículo e matou um policial a facadas. Ele foi então morto a tiros pela polícia. O ato deixou 40 pessoas feridas, dois ainda em estado crítico. Na quinta-feira, mais uma pessoa morreu em decorrência dos ferimentos. Nove pessoas se encontram detidas após realizações de buscas em Londres, Birmingham e outras regiões do Reino Unido. Além das duas detenções mais recentes, a polícia já havia prendido outras oito, mas uma mulher foi liberada. IP/dpa/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos