Polícia de Berlim faz buscas por moeda gigante de ouro

Meses depois, operação tenta encontrar pistas do roubo que intrigou polícia. Peça levada de museu na capital alemã em março pesa 100 quilos e é avaliada 4 milhões de dólares.Cerca de 300 policiais fizeram nesta quarta-feira (12/07) em Berlim e arredores uma grande operação em busca de pistas sobre o roubo de uma moeda de ouro de 100 quilos, que foi levada em março da Ilha dos Museus sem deixar pistas. Duas pessoas foram detidas. A maioria da buscas foi executada no bairro de Neukölln, sudeste da capital. Entre os alvos da operação estava uma joalheria na avenida Sonnenallee, sob suspeita de que o ourives local tenha ajudado a fundir a moeda. Os investigadores afirmam ter obtido pistas do roubo. No início de julho, a polícia divulgou imagens de câmeras de vigilância que mostravam três pessoas vestidas de preto e com os rostos cobertos por capuzes na estação Hackescher Markt, nas proximidades do museu. Acredita-se tratar dos mesmos suspeitos detidos nesta quarta. Diante do peso da moeda, a polícia aposta em mais de um autor. O roubo teve grande repercussão e intrigou a polícia. A vitrine onde ficava a moeda tinha um sistema de alarme – o maior mistério para os investigadores. A dúvida é se o alarme foi desativado previamente ou pelos ladrões no momento do roubo. O serviço de segurança percebeu o furto apenas meia hora depois da invasão. Os ladrões saíram da mesma janela no segundo andar do museu pela qual entraram. Investigadores suspeitam que eles usaram uma escada para acessar o edifício a partir dos trilhos de bonde vizinhos ao local. A "Big Maple Leaf" teria provavelmente sido jogada da janela até o térreo. A polícia encontrou marcas de impacto. Além disso, investigadores suspeitam que os ladrões tenham feito rapel – técnica para descidas verticais – na saída do museu, pois encontraram cordas perto da estação Hackescher Markt. Fora do museu, a moeda de 100 quilogramas teria sido transportada com um carrinho de mão até o local de resgate, o parque Monbijoupark, onde estaria esperando o carro de fuga. A "Big Maple Leaf" é uma peça comemorativa emitida pela Royal Canadian Mint em 2007. Assim como todas as moedas canadenses, ela traz o retrato da rainha Elizabeth 2ª. Com 53 centímetros de diâmetro e três centímetros de espessura, a moeda entrou no Livro Guinness dos Recordes por sua inigualável pureza de 999,99/1000 de ouro. O valor nominal da moeda é de 1 milhão de dólares, porém, o valor de mercado é estimado em 4 milhões de dólares. Em exibição no museu Bode desde 2010, a moeda faz parte da coleção Münzkabinett, o mais importante arquivo de moedas de Berlim, que inclui mais de 540 mil objetos. Segundo o diário alemão Handelsblatt, a "Big Maple Leaf" pertence ao empresário do setor imobiliário Boris Fuchsmann. Ele teria emprestado a moeda de ouro ao museu em 2010. O Museu Bode é um dos cinco museus da chamada Ilha dos Museus, Patrimônio Mundial da Unesco. Fundada em 1897 como Museu Kaiser Friedrich (Imperador Frederico), a casa abriga hoje uma coleção de esculturas e o Museu de Arte Bizantina. A coleção de numismática, por sua vez, é uma das mais importantes do gênero, e resgata a história dos primórdios dos meios de pagamento. IP/afp/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos