Alemanha registra mais de 200 ataques a abrigos de refugiados em nove meses

  • picture-alliance/dpa/S.-S. Sajak

    Bombeirros combatem incêndio em centro de acolhimento a refugiados em Bad Homburg, no estado de Hessen

    Bombeirros combatem incêndio em centro de acolhimento a refugiados em Bad Homburg, no estado de Hessen

Mais de 200 crimes contra centros de acolhimento de imigrantes foram registrados nos primeiros nove meses do ano, incluindo ataques com explosivos e incendiários. Muitos teriam sido cometidos por radicais de direita

Apesar de uma tendência de redução dos ataques a abrigos de refugiados na Alemanha, estatísticas do Departamento Federal de Investigações (BKA) divulgadas nesta segunda-feira (06/11) apontam que esses crimes ocorrem quase diariamente no país.

Nos primeiros nove meses de 2017, foram registradas 211 ocorrências, segundo reportagem do jornal Neue Osnabrücker Zeitung, citando dados do BKA. A maioria desses crimes teria sido cometida por radicais de direita.

No total, ocorreram mais ataques entre janeiro e setembro do que em todos os meses de 2014, ano que antecedeu o grande fluxo migratório de refugiados rumo à Europa e a crise por ele provocada. Naquele ano, foram 199 casos.

Mesmo assim, os dados apresentam uma clara tendência de redução desses crimes em relação ao ano passado. Nos primeiros nove meses de 2016 ocorreram 866 ataques, ou seja, mais do que quatro vezes mais ocorrências do que no mesmo período de 2017.

O ápice dos ataques aos centros de acolhimento ocorreu em 2015, quando mais de um milhão de migrantes chegaram à Alemanha. Naquele ano, foram 1.031 incidentes. Os dados incluem invasões e ataques com explosivos ou incendiários.

Segundo o jornal, entre janeiro e outubro deste ano, o BKA registrou 226 ataques a abrigos em todo o país. Ao menos 213 deles teriam motivação de radicais de direita.

A maioria dos incidentes envolveu danos a propriedades (74) e pichações e propaganda xenófoba (71). Houve 12 ataques incendiários e duas detonações de explosivos.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos