PUBLICIDADE
Topo

Número de desempregados na Alemanha é o menor desde 1990

29/11/2019 14h43

Quantidade de trabalhadores sem ocupação bate recorde em novembro, com 2,18 milhões, 24 mil a menos do que no mês anterior. Taxa de desemprego no país é de 4,8%.O desemprego caiu novamente na Alemanha e bateu um novo recorde histórico em novembro: jamais, desde que a Reunificação, em 1990, a quantidade de trabalhadores sem ocupação foi tão baixa, divulgou nesta sexta-feira (29/11) a Agência Federal de Emprego (BA). Cerca de 2,18 milhões de pessoas estão desempregadas no país, uma taxa de 4,8%.

Em comparação a outubro, 24 mil pessoas voltaram a ser empregadas neste mês. Já em relação a novembro do ano passado, o número é de 6 mil desempregados a menos.

O diretor da agência, Detlef Scheele, ponderou que a "economia segue robusta", apesar do baixo crescimento apresentado pelo país no terceiro trimestre deste ano. A Alemanha escapou da recessão ao crescer apenas 0,1% no período.

Ajustados sazonalmente, os resultados também apontam para uma diminuição de 16 mil desempregados por mês desde o ano passado. Já a quantidade de vagas abertas é de 736 mil, em torno de 10% menos do que em 2018.

Embora o fraco desempenho econômico, os números positivos em relação ao desemprego são atribuídos principalmente ao consumo, segundo especialistas. O bom humor dos consumidores, neste caso, tem compensado as fraquezas da indústria.

De acordo com um prognóstico feito pelo Instituto de Pesquisas Econômicas IFO, com sede em Munique, o número de funcionários da indústria tende a permanecer em queda. As razões, conforme o órgão, são o lento avanço econômico global, os conflitos comerciais entre Estados Unidos e China, e as incertezas, como a possibilidade do Brexit. A indústria automobilística, por exemplo, líder na Alemanha, sofre com as difíceis condições no mercado mundial.

Na zona do Euro, o desemprego também segue caindo. De acordo com o Eurostat, site que apresenta estatísticas diversas sobre a União Europeia, a taxa de desemprego nos 19 países que compõem o bloco era de, em média, 7,5% em outubro, o mais baixo nível desde julho de 2008. Em setembro, ficou em 7,6%.

Já nos 28 países que fazem parte da União Europeia, a taxa manteve-se inalterada em outubro em 6,3%. Este é o nível mais baixo desde o início dos registros mensais, contabilizados desde 2000.

Ao todo, no mês passado, havia 15,8 milhões de desempregados na União Europeia, 29 mil a menos do que em setembro. Na zona do Euro, o desemprego caiu em 31 mil pessoas e agora está em 12,3 milhões.

As diferenças entre os países, no entanto, continuam grandes. Se na Alemanha o desemprego está entre os mais baixos do continente, na Grécia e na Espanha está entre os mais altos, ainda que ambos os países tenham apresentado declínios acentuados nesta taxa nos últimos anos.
GB/dw/rtr

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Notícias